‘Buracos negros são comedores vorazes, mas não têm boas maneiras à mesa’, brinca astrônoma da Universidade do Colorado Boulder, Julie Comerford

Astrônomos registraram o momento em que um gás cósmico se aproximou de um buraco negro – localizado a 800 milhões de anos-luz de distância da Terra – e foi sugado por conta da sua força gravitacional. Os telescópios espaciais Hubble e Chandra, da Nasa, também captaram o instante em que parte da energia é liberada de volta ao espaço, sob a forma de um “arroto”.

“Os buracos negros são comedores vorazes, mas não têm boas maneiras à mesa”, brincou Julie Comerford, da Universidade do Colorado Boulder, nos Estados Unidos, durante a 231ª reunião da Sociedade Americana de Astronomia, em Washington, de acordo com a ‘BBC’.

“Há muitos exemplos de buracos negros soltando ‘arrotos’ individuais, mas descobrimos uma galáxia com um buraco negro gigantesco que não solta um, mas dois ‘arrotos'”, completos.

O “arroto” é, na verdade, um fluxo de partículas de alta energia que é lançado para fora do buraco negro.

 

 

 

 

 

 

 

 

As setas na imagem acima indicam os dois ‘arrotos’ do buraco negro. O de cima é o mais recente.

Fonte: Notícias ao Minuto

Por: MP

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here